quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Os homens e a gripe...

Sátira aos homens quando estão com gripe
Pachos na testa, terço na mão,
Uma botija, chá de limão,
Zaragatoas, vinho com mel,
Três aspirinas, creme na pele
Grito de medo, chamo a mulher.
Ai Lurdes que vou morrer.
Mede-me a febre, olha-me a goela,
Cala os miúdos, fecha a janela,
Não quero canja, nem a salada,
Ai Lurdes, Lurdes, não vales nada.
Se tu sonhasses como me sinto,
Já vejo a morte nunca te minto,
Já vejo o inferno, chamas, diabos,
Anjos estranhos, cornos e rabos,
Vejo demónios nas suas danças
Tigres sem listras, bodes sem tranças
Choros de coruja, risos de grilo
Ai Lurdes, Lurdes fica comigo
Não é o pingo de uma torneira,
Põe-me a Santinha à cabeceira,
Compõe-me a colcha,
Fala ao prior,
Pousa o Jesus no cobertor.
Chama o Doutor, passa a chamada,
Ai Lurdes, Lurdes nem dás por nada.
Faz-me tisana e pão de ló,
Não te levantes que fico só,
Aqui sozinho a apodrecer,
Ai Lurdes, Lurdes que vou morrer.
Poema de António Lobo Antunes
E somos o sexo forte, como seria se fossemos o sexo fraco!!!

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

António Aleixo - poeta popular

(Estátua de António Aleixo em Loulé)

Acho uma moral ruim
trazer o vulgo enganado:
mandarem fazer assim
e eles fazerem assado.

Sou um dos membros malditos
dessa falsa sociedade
que, baseada nos mitos,
pode roubar à vontade.

Esses por quem não te interessas
produzem quanto consomes:
vivem das tuas promessas
ganhando o pão que tu comes.

Não me dêem mais desgostos
porque sei raciocinar...
Só os burros estão dispostos
a sofrer sem protestar!

Esta mascarada enorme
com que o mundo nos aldraba,
dura enquanto o povo dorme,
quando ele acordar, acaba.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

O carácter internacionalista do povo português

Se tem um problema,
Vê-se grego.
Se não compreende alguma coisa, 
"Isso" é chinês.
Se trabalha de manhã à noite,
Trabalha que nem um mouro.
Se vê uma invenção moderna,
É uma americanice.
Se alguém fala muito depressa, 
Fala que nem um espanhol.
Se alguém vive com luxo, 
Vive à grande e à francesa.
Se alguém quer causar boa impressão, 
É só para inglês ver.
Se alguém tenta regatear um preço, 
É pior que cigano!
Se alguém é agarrado ao dinheiro, 
É pior que judeu.
Se vê alguém a divertir-se, 
Está a gozar que nem um preto.
Se vê uma loura alta e boa, 
Parece uma autêntica sueca.
Se quer um café curtinho,
Pede uma italiana.
Se vê os horários serem cumpridos,
É pontualidade britânica.
Se vê um militar bem fardado, 
Parece um soldado alemão.
Se uma máquina funciona bem, 
É como um relógio suíço.

Mas quando alguma coisa corre mal,
É "À PORTUGUESA"!!!


Sem comentários...